terça-feira, 4 de novembro de 2014

4 de novembro de 1977 - Rachel de Queiroz torna-se a primeira mulher na Academia Brasileira de Letras


4 de novembro de 1977 - Rachel de Queiroz ingressa na Academia Brasileira de Letras (ABL) e torna-se uma imortal da Literatura Brasileira.


Uma de suas mais importantes obras é "O Quinze", que fala sobre o Nordeste abordando as dificuldades de forma social e psicológica. O livro foi publicado em 1930 e inspirado em fatos vividos pela autora.



Rachel de Queiroz e José Américo de Almeida no dia da posse na ABL, 1977 - Rachel Foto do acervo pessoal de Rachel

Em 1937, Rachel foi acusada de comunismo e presa. Foram queimados exemplares de seus romances.

Em 1966, tornou-se a primeira mulher brasileira a ser delegada de uma Assembleia Geral da ONU.

Publicou em 1992 o romance "Memorial de Maria Moura", considerado sua obra-prima.

Nascida em 17 e novembro de 1910 e falecida em 2003, Rachel é um ícone da literatura nacional.

Mais: http://acervo.estadao.com.br/noticias/personalidades,rachel-de-queiroz,1046,0.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário