sexta-feira, 24 de julho de 2015

25/07 - Heroicas na Casa de Pandora!

Depois do evento maravilhoso que foi a festa Calefação Tropicaos, estaremos participando dessa nova festa gratuita em São Paulo, a Casa de Pandora.

A ideia é ser um evento mensal, perfeito para quem gosta de sair em São Paulo e fazer de tudo num mesmo lugar: comer, beber, ouvir e ver arte, comprar, dançar, se divertir.

A Casa de Pandora estreia esse sábado, 25/7, na Casa da Luz. Veja a programação abaixo.

Data: 27 de julho de 2015
Horário: das 14h às 22h
Endereço: Casa da Luz: R. Mauá, 512 - ao lado da estação de Metrô Luz (mapa)
Grátis




Descrição do evento: (https://www.facebook.com/events/855158747854672/)

quinta-feira, 16 de julho de 2015

19/07 - Heroicas no Arraial Tropicaos #3!

Estaremos no domingo (19) numa festa gratuita que vai acontecer na fantástica Casa das Caldeiras em São Paulo!

Perdeu as festas juninas? Tem mais uma chance de participar de um arraial, com música, mostra de vídeos, bazar, comida e muita energia boa lá na festa da Calefação Tropicaos.

Vai lá conhecer a Heroicas no Bazar La Muchacha!



Data: 19/07 - domigo
Horário: Das 15h às 22h.
Endereço: Casa das Caldeiras - Avenida Francisco Matarazzo, 2000 (estação de metrô mais próxima: Barra Funda

Sobre o evento: (https://www.facebook.com/events/408394376015646/)

segunda-feira, 13 de julho de 2015

Maisie "Stark" Williams faz discurso de incentivo às garotas

Maisie Williams, a amada Arya Stark, também têm suas lutas fora da série Game of Thrones.
Recentemente ela fez um discurso de apoio às garotas, um incentivo na busca pela nossa liberdade e reconhecimento de nossas qualidades. ♥

Maisie Williams, a Arya Stark da série de TV Game of Thrones discursa em apoio às garotas
Maisie Williams, a Arya Stark da série de TV Game of Thrones


(...) ela falou longamente sobre as adolescentes terem que compartilhar seus dons com o mundo, tendo orgulho de ser o que são. "É tempo das garotas serem livres, livres para cultivar e celebrar quaisquer qualidades e talentos que fazem elas diferentes", declarou Maisie, "Essa transição deve acontecer com um coração e mente abertos"."


É super legal e importante ver uma heroína da tv mandando uma mensagem positiva para outras meninas fora das telas. E assim a gente vai se juntando e se inspirando!

O discurso foi feito em um evento de uma marca de absorentes que está promovendo a campanha ‪#‎LikeaGirl‬ ("tipo uma garota" na versão em português).

Veja o vídeo da campanha com legendas em português:



fonte: http://oglobo.globo.com/cultura/revista-da-tv/maisie-williams-faz-discurso-feminista-em-defesa-das-meninas-tempo-das-garotas-serem-livres-16708214

quarta-feira, 8 de julho de 2015

Ninguém merece - arte de Extraterrestre

Arte de Extraterrestre
[Na imagem: Mulher incomodada com perguntas e sugestões invasivas: "Tá doente é? Pô, passa um blush." "Ai, você ficaria linda com cabelo liso", "Não faz a sobrancelha por que?"]


Ninguém merece mesmo! Uma ótima lembrança essa arte da Extraterrestre.

Estamos aqui para viver, não para nos submetermos aos desejos de quem quer que seja!

Aproveite para conhecer mulheres quadrinistas na página 
Mulheres nos Quadrinhos. Vamos divulgar as artistas!


terça-feira, 7 de julho de 2015

Cash Cayen e sua luta pelo direito de aprender robótica



Cash Cayen foi discriminada por ser menina e não deixou barato!
Participante das oficinas anteriores ministradas pela biblioteca de sua cidade, ela não conseguiu acreditar quando teve sua inscrição negada no curso de robótica.
Ao conversar com a diretora da biblioteca, não conseguiu que a decisão fosse alterada. O diretor chegou a sugerir que ela se inscrevesse numa lista de espera e CASO outras garotas quisesse fazer o curso, abririam uma turma só para garotas.
Ela abriu uma petição online e conseguiu enfim que a decisão fosse alterada e que o curso aceitasse crianças de 9 a 12 anos.
Ela e sua mãe receberam da biblioteca a resposta de que foi tudo um "mal-entendido" (arrãn), e como nós, não acreditaram nesa desculpa esfarrapada.
A petição ainda está no ar, apesar dos pedidos da biblioteca para que Cash a retirasse: https://www.change.org/p/timmins-public-library-allow-girls…
Enquanto a gente luta para que as meninas tenham acesso à todas as áreas de conhecimento, tem biblioteca querendo limitar esse conhecimento aos meninos...
"Caroline Martel, mãe de Cash, disse ao Yahoo! News que a garota está feliz com a vitória, mas ainda inconformada com o teor da resposta da biblioteca.
— Nós estamos felizes que eles abriram para todos, mas isso não foi um mal-entendido. Foi discriminação de gênero — disse Caroline.
Ela contou que a biblioteca está fazendo apenas um “controle de danos” e que a diretora da instituição ligou para sua casa na quarta-feira pedindo para que a petição fosse tirada do ar. Ela recusou. O prefeito da cidade se reunirá com Caroline e Cash na próxima segunda-feira para discutir a questão.
— Nós precisamos mudar como a nossa sociedade pensa, e, enquanto sociedade, precisamos mandar uma mensagem de apoio e encorajamento para nossas meninas — disse a mãe."
Fontes: